Histórias dos Ironmans

Pessoal...

Mais um Ironman chegando...
Muitos treinos para a grande maioria, frio na barriga, expectativa, família deixada de lado (por muitos) , almoços de domingo quase esquecidos, frio demais, calor demais, bicicletas novas, roupas novas, um monte de gente atrasada nos longos de corrida...

... tem gente que só se preocupou com os treinos de bike, tem gente que só se preocupou com a corrida e com certeza a grande maioria se esqueceu da natação...


Mas não é sobre isso que eu quero falar.

No meio dessa bagunça organizada, queria aproveitar para dar uma descontraída na galera.
Todos os anos surgem  COM TODAS AS PESSOAS  algumas histórias.
Elas podem ser engraçadas , trágicas , tristes ,  marcantes , felizes , que as vezes podem ou não serem compartilhadas.

Eu queria abrir um espaço aqui no blog para quem quiser e tiver vontade de contar um "causo" sobre histórias que ocorreram nos Ironmans passados...

Não necessariamente no Brasil, mas qualquer um, qualquer história, em qualquer país....mas gostaria que fosse apenas sobre Ironmans

Podem ficar a vontade.

Escrevam, me mande no email que eu publico nessas semanas que antecedem o Grande Dia.
Fiquem a vontade..... o espaço é de vocês.

Apenas vou começar comigo, para dar uma incentivada na galera....


email: civiolin@hotmail.com 



Meu causo:
 
Todo IM tem uma história... ou várias histórias.

O que vou contar agora foi no IM de 2010,  e planejei contar no IM de 2011..... acabei não contando.....e se eu não escrever isso agora, talvez se perca apenas na minha memória.

Dei muitas risadas com essa história, e por isso acho que preciso compartilha-la, para quem sabe alguém rir junto.

Bom, em 2010, eu e o Max, da Kona Bikes eramos pouco conhecidos.
Tinha comprado o quadro Argon e as peças com ele, e de vez em quando a gente conversava por email.

Em 2010 la na cidade do Ironman em Floripa na loja da Kona, vi que ele estava super atarefado nos dias que antecediam o IM, e por tanto não queria muito atrapalhar...

Na véspera da prova, estava meio frio, e eu não tinha manguito.
Resolvi ir até a loja e comprar algum, já que poderia fazer frio no ciclismo.

Chamei meu parceiro/irmão/amigo Murilão e fomos para a expo à noite

Chegando lá encontrei o Max e trocamos algumas palavras.... eu peguei o manguito branco com listras pretas do M Ribeiro que uso até hoje e pronto......... tava quase indo embora quando ele começou a falar com a gente sobre como seria a estratégia de prova...
...como eu faria a prova, como eu estava, se estava ansioso, etc.

Até que o Max começou a falar do vento.

Ele falou do vento para nós de uma maneira que nunca ninguém tinha falado. 
Nem meu professor de metereologia na faculdade.
Falou com autoridade e um incrível conhecimento e até me deixou com medo.

O Murilão, que estava ao meu lado escutou toda a conversa.....

A conversa acabou, nos cumprimentamos, ele falou um "boa prova" e fomos embora.

O IronMan passou...........  um ano inteiro de TANTA coisa aconteceu.

Conversei com o Max mais um milhão de vezes..... e, de vez em quando eu lembrava da conversa do vento que tivemos na véspera do IM 2010...... mas logo esquecia.

Bom.... quase um ano depois...... exatamente um domingo antes do IM B 2011,  fui fazer um treino com o Murilão.

Testar as bikes, fazer um pouco de força.
A ideia era de 2000m / 80km / 10km

Nadei daquele jeito...com o neoprene..... em voltas na piscina do clube,  e saímos para o pedal.
A ideia era fazer 80km ritmado e fácil. Mas saiu tudo pela culatra.

Não dava pra acredita no vento que estava!!!

Vento não .........  ventania.
Foi completamente complicado de pedalar.

Os 80k eram em 2 x de 40, e na segunda volta de ventos contra , já com um zunido no ouvido, com dor de cabeça e a média dando 26km/h o Murilão FALOU:


``Que vento noroeste do caralho!!!´´


E eu:

“ vento noroeste? Vc nem sabe onde fica o norte e o sul, como sabe que este vento é noroeste? ”

E ele:

`` Eu não sei....... to lembrando daquele dia que O Kona Bikes falou desse maldito vento noroeste em Floripa, e que eu não entendi NADA!!!!´´

´´Eu lembrava dele no meio da prova. Lembrava dele falando do vento noroeste,  mas que eu não sabia nem onde era a porra do norte nem a porra do sul..... eu xingava o vento e xingava O Kona Bikes e aquele maldito vento não me deixava pedalar.... que sofrimento de vento noroeste.... ô vento noroeste do caralho!!!! ´´


E........EU quase caindo da bike de tanto rir.....olhei pra ele e falei:

“ cara..... aquele dia eu também não entendi NADA!!!!!´´

E ele:

"Mas vc estava prestando uma atenção..."

E eu:

``Pois é.... mas não entendi porra nenhuma......lembrava do vento noroeste no meio da prova também, mas não sabia de onde vinha ´´

E ele:

´´Então........... aquele dia era pra eu ter te perguntado, pois parecia que vc estava entendendo e saberia me explicar sobre o vento noroeste, mas alguém te chamou e esqueci.... e nunca mais lembrei..... só lembrei dessa merda de novo agora!!!!´´

E demos risada os outros 40km de bike.... falando da “porra do vento noroeste” que o Max da Kona Bikes tinha nos alertado.

Bom.............

Contamos essa história para mais um monte de gente na última semana que antecedeu o IMB 2011....continuamos dando risadas........ só que até então não sabíamos de onde vinha o vento noroeste.

Chegamos em Floripa e na sexta fomos nadar com o pessoal de Goiânia.

Depois da natação, o Santiago tava dando uma entrevista e por acaso ele falou:
``Esta vindo um vento Sul agora....´´

Aí o Murilão queria morrer.........

“ Porra............todo mundo sabia dos ventos em Floripa, menos os dois caipiras aqui ”(Ciro e Murilo)

O Murilão ficou indignado, mas mesmo assim sempre falava:

``Que se dane se o vento vem do Sul, Noroeste, Leste, Sudeste, Norte..... pelo jeito vai ventar pra caralho e a gente vai se foder mais um ano´´

hehehehehehehehehehehehehehe

E até agora  não temos certeza de onde vem o vento, nem pra onde ele vai.........  só sabemos que ele atrapalha pra caralho!!!!!!!!!!

ahahahahahahahahaha

Essa foi um história de 2010 contada em 2012

Teve uma história de 2011 que será contada apenas em 2013..... E o MAX, esteve nela também.


Quem quer contar seu causo ??

13 comentários:

Max disse...

Véi do céu....o vento em Floripa normalmente é SUL ou NORDESTE.....e se eu não me engano tem a LESTADA que é o pior de todos.

Mas NOROESTE acho que só sopra na proa do pessoal de Leme e arredores :-)

Boa iniciativa.

ab.

Xampa disse...

Estou me sentindo melhor.
Esse negócio de direção do vento. PQP !!! Só sei que venta contra e só percebo que tava a favor qdo eu to no meio do contra.

Vagner disse...

Nossa, chorei de rir...

Tô com mal humor do cão, mas essa história salvou meu dia.

Valeu mesmo Ciro!

3 ATHLON NA VEIA disse...

Putsqueparôlha...
Eu sempre tentei analisar a porra do vento, de onde vem, pra onde vai e a única conclusão é que ele tá sempre contra na bike.
Também achava que essa preocupação era coisa de caiçara da baixada.
Pelo menos não estou sózinho nisso...rsrsrs
Ótima história, Ciro.

Andre Derosso Teixeira disse...

Ótima iniciativa Ciro.

Postar histórias no seu blog ou no do Max é certeza de inúmeras leituras.

Este ano quando chegar em Floripa procure conversar com alguma "manezinho da ilha" que terá uma aula de meteorologia. Se for surfista indicará até as melhores praias de acordo com a direção do vento.

Aqui em Aracaju tem uma biruta na orla e sempre que passo por ela observo para saber a direção, mas no fim não adianta nada pq depois de 01 hr de pedal isso já não importa.

Abraço.

Daniel disse...

Também não entendo porra nenhuma, mas acho que quem nasce da divisa de São Paulo com Curitiba pra baixo tem uma relação especial com esse lance de vento. Passei férias em Floripa por dois anos na casa de um amigo e na época eu pegava onda. Saber de onde o vento vinha e pra onde ele ia fazia toda diferença do mundo pra escolher a praia certa, mas NUNCA consegui aprender!
O causo eu fico devendo, afinal não tenho bagagem suficiente pra ter um interessante pra contar.

Guto disse...

Nunca fiz um IM mas acompanho bastante gente pelos blogs e esse relato que vou postar o link aqui é um dos mais engraçados que já li....parece mentira, mas ta no blog da Claudia Arantagy! Muito doido...se quiser depois publica o link!!!!

http://ironmanumainsanidade.blogspot.com.br/2011/07/nao-estive-la.html

Abs

Ironman 2012 !!! disse...

a minha historia tb aconteceu em 2010... na segunda feira quando estava indo embora pra SP podre dos pés a cabeça... dava pra ver quem tinha feito a prova no aeroporto... ou estava caido no banco ou estava mancando !!!
eu ria, meu irmão que estava acompanhando tb ficou mancando bastante aquele dia de tanto ficar correndo atras dos pontos pra me ver passar.
num determinado momento ele olhou pra mim e disse: - Lu, voce treinou o ano inteiro pra prova e ele nao tinha treinado nada... por tanto, era normal que ele estivesse mais cansado que eu.
eu respondi de imediato depois de uma gargalhada: - é o KCT !!!!!!!!!!! eu sim é que estou mais cansado, carrega a porra da minha mala faz favor !!!

Time M disse...

Q historia loca!!!kkkkkk não consegui para de rir!!! E foi exatamente assim... Puta vento FDP!!! Aquele dia...

Momentos inesqueciveis...

Valeu Irmão

abraço

dalton cabral disse...

kkkkkkkkkkk.... Ri demais! "causo" fantástico...
O Max é daqueles que é capaz de explicar até o furo de um pneu com um detalhamento e conhecimento que poucos possuem.

Fabio Mendes disse...

Fala Ciro blz?
Moro em Floripa e apesar de ser novo no Triathlon, sempre tive uma relação muito grande com o mar pois nasci e vivi toda minha vida perto dele. Entender sobre correntezas, ventos e nuvens não é difícil, é que perto do mar é mais fácil reparar essas mudanças. Eu sempre sei a direção do vento olhando para o sol, se tirar o sol ferrou tudo. Mas basicamente sei o tempo todo a direção que estou indo, seja nadando, pedalando ou correndo sempre me guiando pelo sol. É engraçado porque trabalho dentro de um avião o dia todo e as vezes ele faz curvas tão sutis que nem reparamos, mas de dia eu sempre sei se ele está indo ou voltando e qual direção está indo. Todo mundo pergunta como, basta saber a posição do sol. Pra entender sobre correntezas basta entender as fases da lua, onde baias como a de Jurerê, sempre tem correntezas, enchendo ou esvaziando a baia, tudo por causa da lua.

Abraços

longdistancenabagagem.blogspot.com

Sergio disse...

história muito boa mesmo. Aqui no RJ eu só sei que quando bate o vento sudoeste é que vem chuva. Isso é o que eu ouço desde que sou criança. Era um tal de "tava na praia, aí pintou um sudoeste, fui logo pra casa antes que desabasse a chuva"... a voz do povo é a voz de Deus, então deve estar certo!

Lucas Helal disse...

HAUHAUHAUHAUAHUAHUA!

Ciro! O Max já corrigiu logo de primeira! Vento Noroeste aqui eu nunca tinha visto não, hahaha!

Mas se liga. É só tomar o mar como referência. Se o mar estiver liso, significa que o vento tá soprando da terra pro mar, impedindo a formação de ondas (a praia de Jurerê é uma praia do NORTE da ilha)!

Quando o mar está mexido, o vento é nordeste, pois venta a favor do mar. A SC 401 está no mesmo sentido do mar! Heheheh!

E Max, sim! A lestada é a pior de todas e eu só vi entrar uma vez aqui em dia de treino. Foi um sábado bem nublado, e é muito estranho, porque a ondulação é lateral (nunca tinha visto isso antes).

Mas essa história de vento aqui é foda! Hahaha! No começo bate um desespero porque você não sabe onde tá o norte, hahaha!

Abração maluco!