Dormimos menos com o passar dos anos?

Nós Dormimos Menos com a Idade?
                         
por Victor Matsudo

                             
Um estudo publicado revista Sleep, da Academia Norte-Americana de Medicina do Sono, indica que adultos saudáveis sem distúrbios do sono podem esperar uma redução no tempo em que dormem à medida que envelhecem sem que isso acarrete sonolência diurna. 

O trabalho verificou que o tempo total dormido diminuiu significativamente e progressivamente com a idade. No estudo os adultos mais velhos dormiram cerca de 20 minutos menos do que adultos de meia-idade, que, por sua vez, dormiram em média 23 minutos menos do que os adultos mais jovens.
Tanto o número de vezes em que os voluntários acordavam durante a noite, como o tempo em que permaneceram despertos após cada momento em que acordavam tiveram um aumento com a idade. Por outro lado, o número de horas em sono profundo diminuiu consideravelmente. Surpreendentemente, mesmo com a diminuição no tempo, na intensidade e na continuidade do sono, os mais velhos apresentaram menor propensão a ter sono durante o dia do que os mais jovens.
“Os resultados reforçam a tese de que não é normal para as pessoas mais velhas sentir sonolência durante o dia. Não importa se o indivíduo é jovem ou idoso, se ele ou ela sentir sono durante o dia isso significa que não dormiu o suficiente na noite anterior ou que sofre de um distúrbio do sono”, disse Derk-Jan Dijk, professor da Universidade de Surrey, no Reino Unido, principal autor do estudo.
A pesquisa foi conduzida no Centro de Pesquisa Clínica da universidade britânica e envolveu 110 adultos saudáveis sem problemas de sono. Do total, 44 eram jovens (20 a 30 anos), 35 de meia-idade (40 a 55) e 41 eram mais velhos (de 66 a 83 anos).

Em síntese, nós vamos dormir menos com o passar da idade, mas isso não afetará nossa vigília durante o dia.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 
OK...
Agora vamos falar um pouco sobre o dormir :

Esses dias eu vi naquele programa "Vamos Correr" da ESPN, uma frase que um treinador que é comentarista da ESPN falou:
Era algo parecido com:
"o descanso é a principal parte do treino"

O que?

Peraí

Quer dizer que o descaso é mais importante do que correr pedalar ou nadar, ou se exercitar na sua modalidade?

Acho que tem alguma coisa errada aí.

Um dos problemas, quando um esporte começa a ficar popular demais é que pessoas despreparadas falam o que querem, da maneira que querem, e como querem.

Eu quis colocar o testo sobre o sono, exatamente para chamar a atenção para uma questão.
Como disse o estudo na revista Sleep, citada pelo Victor ali em cima, mostrou que quanto mais ficamos velhos, menos precisamos dormir.

BLZ...

Mas temos que lembrar que isso é uma grande média feita com a média da população.

Atletas de um esporte de endurance teoricamente continuam dormindo, quantidades relativamente iguais.
Por ex:
Uma pessoa de 40 anos normalmente dorme menos do que uma pessoa de 20.
Mas, quando a pessoa de 40 anos é um atleta e faz um esporte endurance ela dorme mais ou menos igual ao de 20 , exatamente por que o esporte quase que "obriga" o corpo ao sono.

Eu absolutamente concordo que dormir é importante SIM.
Não concordo com o cara da ESPN que diz que dormir é o mais importante.

Treinar pra valer para algum esporte endurence é um somatório de coisas.
Temos que correr ou nadar ou pedalar, dormir, nos alimentar, estudar, testar, e mais algumas outras coisas.
Treinar para um esporte endurence é um bolo.
Dormir é apenas uma das fatias desse bolo.


Digo que:  se vc treina, mas não dorme pelo menos 6h por noite, infelizmente vc esta correndo ou nadando ou pedalando, a toa. 

Vc não vai conseguir evoluir, pois seu corpo precisa se recuperar utilizando os alimentos excenciais que vc ingeriu somando com a capacidade do próprio corpo de se reestruturar.

Por tanto dormir é importantíssimo , sim!
Somente NÃO concordo que dormir e descansar é o mais importante.
Dormir é importante JUNTO com outras coisas.
Do jeito que o cara da ESPN disse, é melhor vc ficar na rede ou na cama ou no sofá por 12h e dividir as outras 12 h com os afazeres e treinos específicos da sua modalidade.

Os "especialistas" dizem que é necessário dormir 8h por noite.

Eu  TAMBÉM NÃO concordo com isso.
Minha opinião, que é baseada em leitura, experiência, testes e observação, diz que é muito possível dormir 6h por noite e ainda assim trabalhar treinar, e fazer mais afazeres do dia.
Eu passo muito bem meus dias com 6 horas de sono, e conheço mais uma penca de gente que faz o mesmo.
Se nós.... que trabalhamos e treinamos conseguimos dormir por 6h, uma pessoa que é sedentária, com certeza pode dormir as mesmas 6h, ou menos.

MAS....... o importante é dormir.
É importante que vc durma por pelo menos 6h por dia, e pelo menos 24 dias por mês.

Esses números acima são baseados num pequeno estudo/teste que fiz comigo mesmo, por tanto essa é a minha média.
Mas como não sou diferente de ninguém.... não sou a mais nem  a menos, posso concluir que a GRANDE esmagadora maioria pode fazer o mesmo.
Deitar para dormir faz parte de uma disciplina.
Vc precisa se forçar a ir deitar e dormir tal hora.

É uma questão de disciplina e condicionamento.
Cada um vai se moldar, e se adaptar de uma maneira diferente.... mas o resultado é sempre o mesmo.
Se reestruturar para o dia seguinte.

Técnicas para se dormir no horário existe muitas:
Não comer coisas ácidas á noite, 
não comer demais, 
comer leve, 
tomar uma longneck de cerveja ou uma taça de vinho,
não correr muito tarde, pois a adrenalina não vai te deixar dormir, 
ler um livro, 
assistir TV (com sleep ligado)
etc etc etc
Cada um vai se moldar de uma maneira.
O importante é vc se disciplinar a ir dormir.

Ah.... e lembre de colocar o despertador.... .............dois ou três, se precisar.



 

16 comentários:

Max disse...

Dormir é o jeito mais barato, saudável e legal de produzir GH.

LODD disse...

O que eu aprendi ao "curto" da minha vida no esporte é que, o descanso é sim a parte mais importante da performance. Treinar de se acabar a maiorai dos humanos acaba conseguindo depois de um periodo de adaptação.... Evoluir com isso é que eu quero ver. Sem dormir e ter dias off, semanas light, pra mim só tem um resultado: catástrofe. Bom, mas eu sou um belo pangaré e talvez isso seja uma necessidade exclusiva minha. 8h de sono toda noite é o mínimo. Mais que isso é ganho... Cochilo depois do almoço então, pra mim é dopping!

Abs

LODD

Triathlon Sem Gluten disse...

Ciro,

mais um ótimo texto... gostei da referência que você usou para a introdução do seu post.

Me arrisco a dizer que, assim como dormir, tudo na vida, seja ela deu esportista ou não, é disciplina. Neste caso, ai sim, é a parte mais importante dos treinos.

Abraços,
Wlad
http://www.triathlonsemgluten.com

Emiltri disse...

O que me preocupa neste tipo de comentário é que o suposto especialista acaba por formar opnião. E isso é um perigo para os leigos e iniciantes. O atleta de fim de semana é o tipo de atleta que mais morre...
Lembro-me de uma reportagem da Globo que mostrava esse risco, onde um jogador de futebol de fim de semana, com uma senhora barriga passava os 45 minutos de jogo com uma média de BPM perto de 90% do máximo (Algum atleta aqui faz isso por tanto tempo????). Esse cara é uma bomba relógio para um infarte.... E é capaz deste tipo de pessoa pensar que ser atleta de fim de semana e só DORMIR durante a semana é o mais adequado a se fazer...

Abrax.

Pablo Bravo disse...

Acho que a questão que tu abordou em relação a se testar é primordial para não cairmos nas fórmulas prontas, o que serve para um, serve para todos.

Eu me adaptei bem com 7hs por dia, mas domingo a tarde, a morrida após o almoço é sagrada hehe

Abraço

Xampa disse...

Nao consigo falar sobre sono com um filho recem_nascido. daqui a tres meses eu falo.

Marlos Rodrigues Domingues disse...

Triathlon depende de 6 fatores: nadar, pedalar, correr, comer bem, descansar (acordado e dormindo) e manter um corpo saudável. Alguns não entendem que atletas de elite descansam como atletas de elite. E alguns triatletas focam em 1-3 desses 6 fatores e ficam patinando. Pior que os treinadores geralmente só tem influência sobre no máximo 3 desses aspectos.

Lucas Foster disse...

Olá Ciro.

Bom, Ciro...todos os profissionais da área da saúde e que envolvem as práticas de exercícios físicos (ou seja, da qual existe um planejamento) todos deveriam saber que sim, a recuperação (seja no sono, repouso e na alimentação), faz parte de uns dos fundamentos do treinamento físico.

Enfim, não pude assistir ao programa da ESPN, mas como a “tv” é um meio de comunicação em que muitas pessoas que não são da área da saúde/esporte, acredito que ao profissional queria dizer algo como o esporte para saúde; algo com o intuiro de manter o corpo em equilíbrio (exercícios físicos/mente/trabalho/família).
E não o esporte como algo de rendimento para uma competição, como você realiza com determinação.

Pois existem muitos perigos quando falamos na popularização de um esporte, como acontece com a corrida de rua no Brasil e pelo “resto” do mundo. Pois a iniciação do esporte ocorrem muitas vezes de maneira negligente, sem instrução a prática e cuidados que devem ser tomados.
Muitas das vezes, pessoas obesas, pessoas que nunca fizeram ou estão sem realizar a prática esportiva por muitos anos; resolvem iniciar “do nada”. E a prática de exercícios, com a adaptação do corpo pode ser éficiente no início, pois liberam substâncias (como os endocanabinóides), que trazem o prazer por esta prática, além de resultados expressos em poucas semanas da prática.
Entretanto as pessoas deveriam ser educadas a procurar profissionais da área da saúde (médicos, educadores físicos, nutricionista etc, claro que seria maravilhoso se isso acontecesse). Mas enfim, como medida preventiva de evitar lesões e uma série imunosupressão (o que deixa a pessoa sucetível a ficar doente), eu acredito que num meio de comunicação com a TV, é importante o educador físico ressaltar a importância do descanso, para a SAÚDE (pois é o que a realidade do Brasil e do Mundo precisam), ser ativos para terem saúde.

Assim, descansar (dormindo ou se alimentado da maneira adequada de acordo com o indivíduo), para ter SAÚDE! Pois no caso da corrida, os resultados como, perda de peso, melhor caparicade aeróbia, são “relativamente” rápidos. Porém a adaptação músculo esquelética é demorada e podem trazer riscos a esta estrutura. E para quelas pessoas que visam saúde como imagem de um corpo “bonito” (isso na visão de pessoas que acham um corpo bonito, aquele corpo sarado etc etc). As vezes ultrapassam limites em relação a prática de exercícios físicos, dessa maneira isso se torna um perigo (para o corpo e mente da pessoa), risco de lesões e problemas com transtornos do humor.

Sobre o sono, você é uma pessoa disciplinada, mas é um entre bilhões de pessoas no mundo, o que os especialistas dizem em “dormir 8 horas por dia”, esqueça; pois cada ser humano possui o seu ciclo circadiano, uma pessoa por ser mais diurna ou mais noturna que a outra, uma pessoa precisa de mais sono ou menos sono que a outra. Tudo isso para o que? Saber o que é ser saudável.


Mas eu entendo que no seu texto, você diz para as pessoas que procuram ser disciplinados quanto a sua prática esportiva e atingir a plenitude diante de todos os esforços realizados. Sim, nesse sentido está excelente!

Parabéns por todos os seus feitos como atleta sempre dedicado e passar para muitas pessoas, que não existe limites!

Forte abraço,
Eduardo Hiroshi

OBS. O Vitor ai que escreveu o texto, é um dos grandes pesquisadores desse país,do CELAFISCS.

Aninha disse...

POis é....
Esta é uma das minhas grandes falhas...
Durmo pouco... Me adaptei a isso...
E, realmente sei que não é saudável.
O Ciro briga comigo por isso... A diferença na recuperação é gritante qdo durmo 4 hrs por noite e qdo durmo 5 ou 6 hs por noite.
Realmente, apesar de algumas pessoas acharem q nós triatletas não trabalhamos... rsrs... damos um jeitinho para conciliar tudo - vida profissional x vida esportiva x vida pessoal... e... a minha forma... que sei q não é saudável... é sacrificando meu sono!
Pago por isso...
Porém, como meu partner LODD diz, chega na semana de uma prova importante, capricho nas hs de sono... e passo das minhas 5hs de media p/ 7-8hs... e sim! com certeza, essas 7hs de sono, ah... com certeza, podem ser consideram dopping sim, como ele mesmo sempre diz! rsrsrs....
Enquanto somos julgados por algumas triatletas que dizem levar uma vida muito dura... mas que dormem 9 hs por noite... mas q julgam as nossas Kestrel... patrocínios/ apoio... e dizem q "não preciso de nada"... e que a vida de ïronman é dura... afffff! realmente... não tem idéia do que estão falando...
É muito fácil julgar.... apontar o dedo para os outros... Sem ter noção da realidade de cada um!
Bom... quer dizer que estou perdida!!
Meu futuro serão 3 hs de sono??
Pelamoooooorrrrrr!!!!
Preciso mudar isso.... URGENTE!

Bjocas,

Aninha!

Aninha disse...

POis é....
Esta é uma das minhas grandes falhas...
Durmo pouco... Me adaptei a isso...
E, realmente sei que não é saudável.
O Ciro briga comigo por isso... A diferença na recuperação é gritante qdo durmo 4 hrs por noite e qdo durmo 5 ou 6 hs por noite.
Realmente, apesar de algumas pessoas acharem q nós triatletas não trabalhamos... rsrs... damos um jeitinho para conciliar tudo - vida profissional x vida esportiva x vida pessoal... e... a minha forma... que sei q não é saudável... é sacrificando meu sono!
Pago por isso...
Porém, como meu partner LODD diz, chega na semana de uma prova importante, capricho nas hs de sono... e passo das minhas 5hs de media p/ 7-8hs... e sim! com certeza, essas 7hs de sono, ah... com certeza, podem ser consideram dopping sim, como ele mesmo sempre diz! rsrsrs....
Enquanto somos julgados por algumas triatletas que dizem levar uma vida muito dura... mas que dormem 9 hs por noite... mas q julgam as nossas Kestrel... patrocínios/ apoio... e dizem q "não preciso de nada"... e que a vida de ïronman é dura... afffff! realmente... não tem idéia do que estão falando...
É muito fácil julgar.... apontar o dedo para os outros... Sem ter noção da realidade de cada um!
Bom... quer dizer que estou perdida!!
Meu futuro serão 3 hs de sono??
Pelamoooooorrrrrr!!!!
Preciso mudar isso.... URGENTE!

Bjocas,

Aninha!

BSN disse...

Reafirmo o que foi comentado pelos colegas, o descanso é a parte mais importante do treino. É através do descanso e sono adequado que todas nossas funções fisiológicas estão sendo restauradas, músculos estão sendo ''reconstruidos'', bem como níveis hormonais estão entrando em equilíbrio fisiológico. Se vc forçar essse desequilibrio, vai entrar em um limiar de lesão e isso compromete tudo aquilo que vc está querendo desenvolver.

Vale reforçar que essa pesquisa considerou pessoas saudáveis, ou seja, não necessariamente foi feita com atletas, o que dá margem pra outras interpretações. Atletas de alto desempenho não estão treinando pra ganhar ou manter saúde, estão ''acabando'' com ela de certa forma. Respeitar o descanso e sono adequado é fundamental

Vagner disse...

Tem duas coisas ai no texto.

A primeira, é essa generalização do óbvio que, como diz minha mãe, é um "disgrama" :-)))))

Ninguém discute a importância do sono ou do descanso, para atletas e não atletas.

Mas são "sono" e "descanso" são coisas diferentes.

Vou simplificar um pouco, mas uma vez um cara escreveu que nós, amadores, podemos treinar todos os dias porque descansamos enquanto trabalhamos.

Pode-se concordar ou não. Mas isso faz a gente ver as coisas de uma forma um pouco diferente.

Depois que li isso, nunca repeti "eu treino e ainda tenho que trabalhar", como se as duas coisas fossem equivalentes em termos de esforço e contraditórias entre si.

Podem ser complementares...

Vou repetir que podemos concordar ou discordar, mas óbvio isso não é.

Em relação ao sono, padeço do mesmo problema da Ana - e sempre foi assim. E meu problema não é só dormir menos de seis horas...

A qualidade do sono é ruim demais - sonho, acordo, viro para cá, viro pra lá. Depois passo o dia "piscando"...

Mas, sei lá, vou levando...

Ulisses Franceschi Eliano disse...

Eu concordo muito com o que escreveu, sobre essa generalização de que o sono é o TODO para o esporte, como disse o cara da ESPN, mas concordo com o Lodd também. O sono sem dúvida é parte do bolo que falou, mas eu, pelo menos conforme vou ficando mais velho e treinando mais, o meu sono é maior rsrsrsrsr. Eu preciso dormir, fazer off, fazer dias de treino leve, senão, simplesmente, o resultado é no espelho. Coisa de outras pessoas olharem para mim e dizerem "Caraca, você está acabado". O treino pesado do triathlon é algo pesado para meu corpo e dormir 6 horas é pouco para mim. Dormi pouco (menos de 6hs) minha vida toda e agora, adaptei minha vida de tal forma a conseguir dormir mais, ao menos as 8hs. Minha qualidade de vida melhorou muito e eu sinto que minhas recuperações de treino também. Agora, quanto aos métodos para dormir no horário, cerveja e vinho, Ciro? Vc tá falando sério? Não me dá idéia que abarroto essa geladeira de long neck rsrsrsrsrrsrs

LODD disse...

Toda essa discussão me fez lembrar de um dia ouvir uma Palestra do Gordo Byrn (que ja foi vice no CAN / 4o no IMBR, campeão do Ultra man e por aí vai) que segundo ele, a hora que parou de trabalhar pra ser Elite a primeira atitude que ele tomou antes de aumentar os treinos foi certificar que estava dormindo pelo menos 3h a mais por dia! GENAIL

Agora, quanto ao comentário que "estamos descansando quando estamos no trabalho" desculpa, mas isso é um BAITA ASNEIRA! O corpo entende stress mas não separa o que é físico, emocional ou psicológico...

Abs

LODD

Vagner disse...

Lodd, não precisa pedir desculpas...

Eu estava falando de trabalho, mas você traduziu "trabalho" como "stress"...

Eu saio de um stress e entro em outro stress...

Será? Será que meu corpo não diferencia nadar 3k pela manhã fazendo força e ficar sentado na frente do computador parte do dia e o outro em reuniões?

Será que o corpo não diferencia stress emocional, psicológico e fisico?

Mesmo? Certeza? Certeza absoluta?

Cara, eu custo a acreditar. Mas deixa eu explicar.

Eu já tive dupla jornada de trabalho durante muitos anos: de dia trabalho com análise econômica e a noite, dava aula. Saia de casa as 7:30 e voltada as 23:15.

Um dia comentei com um amigo que trabalhava comigo e também era professor que eu saia do trabalho arrebentado do primeiro trabalho, mas a aula me zerava completamente.

Bom, você certamente imagina (ou sabe) o que é manter um tigrada de 60 alunos por periodo assistindo aula a noite....;-)

Ele me disse algo que guardei até hoje: você mudou o stress, mudou "a chave" e isso te põe pra cima de novo...

Ai você vai dizer que os dois eram stresses de natureza emocional.

Tudo bem, mas hoje tenho rotina semelhante, mas coloquei o triathlon (stress fisico) no lugar das aulas.

Funciona do mesmo jeito. Eu saio do trabalho destruído quase todo santo dia, mas meu melhor rendimento são nos treinos da noite.

Por isso, pra mim, faz sentido, embora eu não saiba explicar bem o porquê.

Joka disse...

É aquilo q vc mencionou: "Um dos problemas, quando um esporte começa a ficar popular demais é que pessoas despreparadas falam o que querem, da maneira que querem, e como querem." Fato !!!!