Psicologia: 1959 X 2011‏

Email recebido... não sei quem escreveu


Cenário 1: João NÃO fica quieto na sala de aula. Interrompe e perturba os colegas

Ano 1959: É mandado para a sala da diretoria, fica parado esperando 1 hora, vem o diretor, lhe dá uma bronca descomunal e volta tranquilo à classe.

Ano 2011: É mandado ao departamento de psiquiatria, é diagnosticado como hiperativo, com trastornos de ansiedade e déficit de atenção em ADD, o psiquiatra lhe receita Rivotril. Se transforma num Zumbi. Os pais reivindicam uma subvenção por ter um filho incapaz.


Cenário 2:

Luís quebra o farol de um carro no seu bairro.

Ano 1959: Seu pai tira a cinta e lhe aplica umas sonoras bordoadas no trazeiro... Nem passa pela cabeça de Luís fazer outra nova "cagada". Cresce normalmente, vai à universidade e se transforma num profissional de sucesso.

Ano 2011: Prendem o pai de Luís por maltrato e o condenam a 5 anos de reclusão. Por 15 anos deve abster-se de ver seu filho. Sem uma figura paterna, Luís se volta para a droga, torna-se um delinquente e fica preso num presidio especial para adolescentes.



Cenário 3:

José cai enquanto corria no patio do colégio, machuca o joelho. Sua professora Maria, o encontra chorando: abraça o garoto para confortá-lo...

Ano 1959: Rapidamente, João se sente melhor e continua brincando.

Ano 2011: A professora Maria é acusada de abuso sexual , condenada a três anos de reclusão. José passa cinco anos de terapia em terapia. Seus pais processam o colegio por negligência e a professora por danos psicológicos, ganhando os dois juízos. Maria renuncia à docência, entra em aguda depresão e se suicida..



Cenário 4:

Disciplina escolar

Ano 1959: Fazíamos bagunça na clase.. O profesor nos dava umas boas palmatórias e chegando em casa, nosso velho nos castigava sem piedade.

Ano 2011: Fazemos bagunça na classe. O professor nos pede desculpas por ter que nos repreender e desenvolve sentimento de culpa por fazê-lo . Nosso velho vai até o colégio se queixar do docente e para consolá-lo, compra uma moto para o filhinho.



Cenário 5:

Chega o dia 31 de octubro.

Ano 1959:
Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão.

Não acontece nada.

Ano 2011: Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão. A gente sofre transtornos de sono, depressão, falta de apetite. Nas mulheres aparece celulite.



Cenário 6:

Fim das férias.

Ano 1959: Depois de passar férias com toda a família enfiada num Gordini minúsculo, depois de 15 dias na praia, hora de voltar. No dia seguinte se trabalha e tudo bem, e normal.

Ano 2011: Depois de voltar de Cancún, numa viajem 'all inclusive', terminam as férias e a gente sofre da síndrome do abandono, pânico, attack e seborreia....



Pergunto eu:



QUANDO FOI QUE NOS TRANSFORMAMOS NESTE BANDO DE BANANAS ??


E ASSIM RASTEJA A HUMANIDADE!!!!!

7 comentários:

Rafael Farnezi disse...

Muito Bom!!!
Pior que o ser humano tá cada vez pior, assim caminha a humanidade, infelizmente!

A propósito as fotos dessa prova que colocou na capa do blog são as melhores, coloquei uma delas no papel parede do meu PC, show de bola.

Parabéns pela super prova que fez domingo!

Abraço e até a próxima!

Max disse...

Ciro,

certo mesmo é o Analista de Bagé - escreveu não leu, pau comeu. O resto é frescura.

Na foto, aquela P3 atrás de você é do Rafael? Conheço essa bike....

Abrax

PS -

Pablo Dickinson disse...

Excelente essa comparação, é a dura realidade.....
Nos anos 70 se ganhava maratona descalço....hj se o cara corre descalço é bem capaz de ser confundido com um louco.

Tiago Sousa disse...

Cirao, so voce mesmo. impressionante esse paralelo. algumas coisas que ninguem explica mesmo!!! " Assim caminha a humanidade, com passos de formiga e sem vontade" Parabens pela simplesmente monstra prova do Internacional!!!!!

AnaMaria disse...

Belo post.
É incrível mesmo como somos bananas.
Aliás, bananas é pouco.
Somos uma mistura das frutas mais moles, como banana e mamão.

Como nos tornamos frágeis não?

Começamos lá traz, correndo de predadores de 5 vezes o nosso tamanho, evoluímos, fomos até parar na Lua, e agora ficamos com medo de tudo, acuados atrás dos muros dos condomínios de luxo, carros potentes blindádos, câmeras pra todo lado, remédios que nos vicia, ipad para organizar nossa FALSA desorganização, e cada vez mais frágeis, mimados por nós mesmos e pela sociedade.

Que raiva de mim mesma!

Ana Maria

Nilton disse...

Gosto desse blog por que não fala só de triathlon.
Gostei muito desse texto, ou melhor, dessa analise.

O ser humano precisa urgente rever seus conceitos.
Eu não sei o que vai acontecer, mas se continuarmos assim, minha ideia é que vamos nos matar. Alias, ja estamos nos matando aos poucos agindo dessa maniera. Eu me incluo nisso
Isso é só o começo do fim.
Fui tragico demais?
Mas é o que penso.

OBS:.
Parabens pela prova domingo Ciro... passou por mim na bike como se eu estivesse de velotrol.

Deco disse...

Por favor CIRO
Use sua influência e por favor divulgue isto ao máximo de pessoas que puder
http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=262207

http://naroda.blogspot.com/2011/02/por-favor-leiam-e-repassempolicia-trata.html