sangue no zóio!

A ideia principal do TREINO, é de sempre condicionar o máximo seu organismo, que inclui músculos, ossos, sistema digestivo, resistência da pele, controle emocional, e etc... para o grande dia.

Aquela -competição objetivo-, ou o dia "D" é sempre muito esperado, e para isso precisa ser planejado.

Usamos o termo - treino - para definir a maneira que acostumamos agir e doutrinar religiosamente dia a pós dia, nosso corpo fazendo chuva, fazendo sol, calor ou frio.

Corremos em lugares com subidas, lugares planos, lugares dificeis ...
Nadamos séries de ficar afogado, para colocar o corpo em situações iguais as de prova.
Pedalamos simulando a altimetria, fazemos transições, testamos a alimentação, as trocas de pneu, e até o uniforme de competição.

Tudo isso para tentar ao máximo deixar nosso corpo, nosso organismo, o máximo preparado para que enfrentemos as mesmas condições do dia do evento.

Conseguimos fazer isso???

Não mesmo!

É incrível como no dia da prova as coisas saem erradas em muitas vezes e não chegamos nem perto de deixar um treino de transição parecido com a transição no dia da competição.

BOM... pelo menos é o que acontece comigo.

Por acaso alguém treinou colocar a roupa de borracha dentro da sacola azul? (sacola de transição em provas de IronMan e 70.3)

Alguém treinou tirar o capacete da sacola azul?

Por acaso alguém treinou ingerir a água nos mesmos kms de onde estarão os postos de hidratação?

Por acaso alguém treinou com os óculos embaçando?

Alguém treinou desviar de outros triatletas durante a bike ou na corrida?

E duvido que alguém tenha treinado como agir depois de tomar uma pesada na boca enquanto nadava - não é LODD?
Pois é pessoal.... comigo tb acontece o mesmo.

É incrível como eu fico todo quebrado e machucado após um evento de Triathon.

Aparecem cortes, dores, roxos, que eu não tinha antes... e que normalmente eu não tenho depois de fazer e treinar diariamente.
A gente entra numa espécie de "transe" enquanto esta numa prova dessa!
Eu pelo menos me coloco dentro da prova por inteiro.

É sobre isso que eu quero falar:

O quanto cada um esta entrando de cabeça dentro da sua prova?
Será que todo mundo faz isso?

Será que a galera apenas coloca em prática, só o que treinou e não deixa nada sair fora do controle?
Eu tento simular o máximo, mas na prova a realidade a outra.

É uma batalha!

A adrenalina não te deixa sentir nem uma topada com o dedinho na cadeira...
É incrível o que podemos fazer enquanto estamos nesse "transe"
Permanecer focado, e não deixar que nada te tire do foco é muito importante.

Mesmo que competições como um IronMan, ou um Meio, ou um olímpico sejam diferentes em tempo de exercício.... a ideia é sempre permanecer focado todo o tempo.

Mesmo que vc tenha brigado com a namorada.... mesmo que vc tenha aquela reunião no trabalho na segunda, mesmo que vc tenha perdido o emprego.... mesmo que tenha gente gritando no meio do percurso, e mesmo que aconteça alguma outra coisa que normalmente te tiraria da concentração, é preciso esta focado do começo ao final da competição.

Imagino que essa situação seja mais fácil para algumas pessoas, e mais difícil para outras, mas nada melhor do que a prática, e vários e vários triathlons no currículo, para que te façam virar expert, pelo menos no quesito concentração.
Comigo não foi diferente.... No começo eu amarelava nas provas, e nunca conseguia colocar em prática tudo o que estava treinando.
Eu era o famoso Leão de Treino - ganhava qualquer treino e perdia qualquer competição. Demorou um pouco para eu inverter a situação, e ganhar mais confiança, e FOCO no dia "D".

Hoje eu posso dizer que entro de cabeça na prova, estando bem ou mal, pelo menos ralar, e dar o meu melhor naquele dia eu vou fazer.

Foco.... concentração.... imagine se como um cavalo de corrida, com aqueles tapa olhos, em que ele apenas pode olhar para frente. Vc estando bem treinado, bem condicionado e bem concentrado, as chances de se dar bem são bem maiores do que se dar mal.

5 comentários:

Rodrigo disse...

É incrível a semelhança entre o esporte e a música. Por incrível que pareça.

Estudamos muito para um concerto, ou um concurso. Horas e horas sentado em frente ao piano. Repetindo milhoes de vezes a mesma frase, os mesmos trechos. Nos prepararamos ao máximo, mas na hora, nunca sabemos como vai ser. Pode ser uma falha de memória (mesmo tendo tocado a peça 1748274 de vezes), um esbarrão, um forte que era pra ser fraco, uma nota que falha.......foda.
Incrível como se aplica a treinos x competições.
Como disse certa vez o grande Arthur Moreira Lima antes de um concerto, ao ver que um colega estava nervoso: É meu amigo, treino é treino, jogo é jogo.
Abraço Ciro

Miler disse...

Opa! mais um texto bacana, reflete a sua determinação e o seu sucesso! Parabéns!!

Talita disse...

Nossa, ouço essa frase todas as segundas, na aula de processo civil na faculdade.

Se vc quiser ser alguém e se dar bem na vida, tenha "sangue no zóio"!

Bela foto!

Abraços

Talita

Joka disse...

Realmente Ciro, seu post diz tudo !!! Show guerreiro.

AnaMaria disse...

Você consegue passar o que acontece numa competição, mesmo para quem esta de fora e nunca correu um triathlon.
Parabéns pelo texto!
Adorei!
bj da Ana