Texto no mundotri.com.br

Treinos insanos ?

Atividade física é algo que faz parte da história do ser humano.
Não proporcionalmente ao número de pessoas ao longo dos tempos.
Sim, pois à 10 mil anos atrás era necessário fazer atividade física em busca de água, alimento, e moradia. Naquela época 10 em 10 Seres Humanos faziam atividades pois eram “obrigados”, mas hoje em dia, talvez 1 em 10 pessoas a praticam.
Trazemos gravado em nossos genes esse registro de praticar o corpo, seja ela em busca de algo, ou simplesmente para nos manter em forma.

Sabemos o quanto é necessário fazer, mas o quanto é difícil se exercitar diariamente para manter um padrão de vida saudável, e que é comum alguém arranjar não duas, mas vinte e cinco desculpas para NÃO sair para caminhar no início, ou no final do dia.

Enquanto para alguns Seres Humanos é um martírio sair para caminhar por 30 minutos, para outros o exercício se torna hábito e corriqueiro, fazendo parte do dia a dia, e em alguns casos até mais de uma vez ao dia.
Já para outros, ultrapassa o ideal para o organismo e se torna até insano.

Insano??
Seria mesmo insano??

Como disse algumas vezes, o Homem só esta aqui hoje pois conseguiu se modificar, se adaptar e readaptar ao longo dos anos e das eras. Por tanto, tudo na vida falando de fisiologia é uma questão de condicionamento.

Quem esta condicionado a ficar sentado na frente da televisão comendo bolacha recheada depois do trabalho, tende permanecer assim, pois se sente confortável.
Quem esta condicionado a sair para caminhar depois do trabalho, tende a sempre ir , pois se sente confortável assim.
Quem esta condicionado a sair depois do trabalho para correr por uma hora para treinar para aquela competição, tende a continuar, pois se sente confortável desta maneira. . . . e quem gosta de perder o domingo inteiro das 6 da manhã as 6 da tarde, pois resolveu fazer um pedal de 12 horas... tende a permanecer sempre fazendo essa atividade, mesmo sendo considerado algo insano, pois se sente confortável realizando-a.

Quero chegar no ponto que, no planeta Terra, 99.9% dos indivíduos não fazem, nem querem fazer uma atividade física exagerada e considerada insana, por que primeiro não gostam, segundo que não acham coerente, terceiro que não estão condicionadas para realizar um exercício desse, e quarto por que julgam sempre a falta de tempo.... mas para uma pequena minoria, essas atividades se tornam além de prazerosas, necessária para atingir um objetivo estabelecido.

Os triatletas estão totalmente dentro desse perfil.
Em uma família, que haja um triatleta que goste de competições longas, é possível haver os dois tipos: A pessoa que não realiza nenhuma atividade física, e a pessoa que passa um dia inteiro pedalando.

Os triatletas fazem um pedal de 6 horas, ou duas corridas de 15km em um dia parecer fácil.
Enquanto para a grande maioria, sair para caminhar por 30 minutos é algo impossível, um triatleta é capaz de correr 3 x 10km para manter a planilha estipulada.

O triatleta quebra paradigmas, pois realiza 3 esporte complicadíssimos. E se não bastasse além de trabalhar, e ter uma família para cuidar diariamente, ainda faz alguns absurdos como nadar 2 mil, depois pedalar 200km, e no outro dia embalar um 20km de corrida logo cedo.
Só triatletas fazem isso.

Saímos do que dizem ser vício, saímos do que dizem ser hábito, saímos do que dizem ser insano, e entramos no que dizem ser: Cumprir metas para alcançar objetivos.
Se você que esta lendo se identificou, bem vindo ao mundo do triatletas ``insanos´´, mas que atingem metas.

9 comentários:

Rafael Arns Lessa disse...

Bacana o texto Ciro.

Os triatletas amadores precisam mesmo serem insanos para chegarem nos seus objetivos...

Um grande abraço!!!

*E como está para o 70.3? Nos vemos lá.

GUILHERME LIMA disse...

Mandou muito bem no texto Ciro, não disse nada além da realidade em que vivemos hoje..

ludovico disse...

Caro Ciro,

Se vc analisar atraves de dados, vera que a cada dia mais pessoas tem se exercitado, cada vez mais pessoas tem pedalado, corrido ou nadado. Isso é fato. O aumento no numero de corridas de rua, prova isso. E cada vez mais, cardiologistas, ortopedistas e fisiologistas provam e alertam para os perigos do overtraining. É muito perigoso incentivar o esforço a todo custo. O brilhante NUno Cobra sempre lutou contra isso. Nao acho que esses treinamentos insanos sejam melhores a longo prazo que atividades diarias e moderadas. Talvez daqui a 10 anos, seu corpo cobrara de voce esses treinos insanos. Olho esses tipos de textos com certo receito da influencia negativa que poderia exercer em pessoas que veem os triatletas como insanos, diferentes de modelos saudaveis de saude.

Abraços

Emerson disse...

Concordo com o Ludovico, e ainda acrescento que, na minha opinião, os triatletas devem preconizar o equilíbrio entre todas as atividades sendo mestres em gerenciamento do tempo. Não concordo com o termo insanidade para descrever de como conquistamos nossos objetivos, pois precisamos ser muito "sanos" para conseguir nos organizar e fazer nossa rotina funcionar ao nosso favor. Abraço!

Rafael Arns Lessa disse...

Fui buscar uma informação sobre Nuno Cobra para não falar muita besteira... e não consegui nem aguentar o site do cara com aquelas coisas vermelhas passando na tela.
Bom, penso o seguinte: quer caminhar 40 minutos todos os dias e ter uma vida saudável, vai com fé!!! Com certeza seu corpo responderá bem e você será saudável.
Agora, quer ser triatleta, mesmo que amador, meta a cara nos treinos e faça o possível e impossível para chegar aos seus objetivos. Cada um deve saber onde pisa.

E também é sempre bom ler bem os textos, e refletir, para se entender o que a pessoa que escreveu quis dizer com isso.

ludovico disse...

Só complementando o que disse, não quero incentivar a todos a caminharem 40 minutos. Longe disso. Assim como não acredito que alguem que pedale por 12 horas tenha melhores resultados que alguem que pedale 4 horas. O grande perigo do negocio é sobrecarregar o corpo pelo simples fato de ter historia pra contar depois. O corpo cobra caro. Mas nao quero polemizar, sei que o Ciro também jamais incentivaria o overtrainig e certamente sabe o limite do seu corpo.

Joka disse...

Show o texto Ciro, vejo que muita gente ta entrando na vibe dos esportes. Mas falta muito ainda...rs E especificamente para o triathlon piorou !!! rs É como o amigo Guilherme mencionou:(Não disse nada além da realidade em que vivemos hoje..)Principalmente vc que manda forte nos treinos. Abrax man!!!

Fernando Quirino disse...

RAFAEL

LENDO O LIVRO DO NUNO COBRA, E NÃO APENAS DANDO UMA OLHADA NO SITE DELE, VOCÊ VERÁ QUE ELE TREINAVA NADA MAIS NADA MENOS QUE O AYRTON SENNA, QUE TINHA UM ÓTIMO CONDICIONAMENTO FÍSICO (ASSIM COMO A GRANDE MAIORIA DOS PILOTOS DE F1, VEJA CASO DO NICO ROSBERG NO SITE DA ITU). ENFIM, ATLETAS MESMO!
SOU TRIATLETA TAMBÉM, SEMPRE FIZ PARTE DESSE MARAVILHOSO MUNDO DA ENDORFINA QUE NOS LEVA A PRATICAR O ESPORTE ATÉ AS ÚLTIMAS CONSEQUÊNCIAS. GOSTEI MUITO DO QUE FIZ. CONCORDO COM O LUDOVICO QUE O CORPO COBRA, MAS O CASAMENTO TAMBÉM COBRA, FILHOS, TRABALHO, FAMÍLIA, ETC..
ACHO QUE O ASSUNTO VAI ALÉM DE DECIDIR O QUE FAZER COM SEU CORPO, E SIM O QUE FAZER COM TODA A SUA VIDA NESSE MOMENTO ESPECÍFICO. NINGUÉM ESTÁ ERRADO, APENAS VIVEM MOMENTOS DIFERENTES!
AINDA FAÇO TREINOS INSANOS... GOSTO DISSO, SOU LOUCO POR DISTÂNCIA...
E QUANDO DECIDIR QUE DEU PRA MIM, EU PARO. QUANDO EU DECIDIR QUE QUERO TUDO DE NOVO, EU FAÇO NOVAMENTE. MAS SÓ VOU CONSEGUIR FAZER ISSO SE ME CUIDAR E PRESTAR ATENÇÃO AO MEU CORPO. CONHEÇO VÁRIOS TRIATLETAS AMADORES, ALGUNS BRILHANTES, ALGUNS NORMAIS MAS CONHEÇO TAMBÉM MUITOS TALENTOS QUE NÃO VOLTARAM DO ESTALEIRO...
ABRAÇO!

Rodrigo Massoni disse...

Boa Ciro! O Fernando também falou legal! Penso por ai também!
Abraço!