Ironman Brasil 2009

O treinador e colunista do ATIVO Alexandre Giglioli avalia os resultados e comenta sobre a grande disputa do triathlon nacional, que reuniu 1.500 em SC

Por Alexandre Giglioli

Com a desistência de Oscar Galindez, devido a uma laringite, e sem a presença do alemão Olaf, grande vencedor desta prova, a briga pelo título ficaria e ficou entre o argentino Eduardo Sturla, top ten Havaí e do grande atleta brasileiro Reinaldo Colluci.
Toda a torcida, pensamentos positivos, rezas e mais...foram dados a ele, mas no km 130 da bike Eduardo aumentou seu rítmo, entregando a bike 4’ à frente de Reinaldo.
Estava ali contado os segundos, mas, quando vi Eduardo iniciar sua maratona e depois Reinaldo, percebi que seria difícil ele o alcançar.
Eduardo estava muito mais inteiro e num ritmo mais forte.
Agora restava torcer para que Reinaldo assegurasse a segunda posição para enfim vermos sua performance em território havaiano.
Em terceiro despontou o tcheco Peter Vabrousec, que completou apenas neste ano 6 Ironmans, seguido de perto do argentino Ezequiel Morales, grande corredor, mas que não consegui tirar a diferença para Peter, seguido de Raul Furtado, melhor brasileiro em 2008. Também fizeram grande prova Fabio Carvalho, que a meu ver correu melhor do que pedalou, o ultraman Alexandre Ribeiro, com sua prova de recuperação e um excelente 10º lugar.

No feminino tivemos grandes debutandes na distância, Ana Lídia Borba, Mariana Ohata e Ariane Monticelli. Contando também com as presenças de top ten havaianas Dede Gresbauer, Charlotte Kolters e Heather Gollnick, além de nossa maior atleta na distância Fernando Keller com mais de 35 Ironmans.
A americana Dede não deu chances chegando em 16º no geral, com 9h10’, muito forte. Restava então torcermos para as brasileiras, quem seria a primeira com a bandeira de nosso país? Deu a grande promessa em longas distâncias Ana Lídia Borba, que fez em sua estréia uma grande prova. Fernando Keller, em entrevista, já havia mencionado seu nome!

Agora vamos falar um pouco dos amadores, já que são eles que fazem a festa em todas as distâncias, e lá em Floripa nada mais nada menos que 1450 estavam presentes.O melhor e 12º no geral com 9h05’ foi Ciro Violin. Grande atleta que vem dominando todas as distâncias, de olímpico ao primeiro Iron agora, e em todas provas que participou confirmou seu favoritismo. Fez uma prova impecável, completando a maratona próximo das 3h, seguido de perto por Tiago Menucci e Luiz Antonio, que mais uma vez vai a Kona

No feminino a melhor colocada foi Flávia Pereira Rocha, com 10h13’, excelente marca. Em outras categorias pude presenciar a garra daqueles que estavam querendo a vaga, e daqueles que estavam felizes por estar ali e completar sua prova. Pude presenciar a torcida que faz uma grande diferença nesta prova, todos dando uma grande força e querendo ajudar ao máximo.

Os STAFFS, estes sim são um capítulo à parte, sem eles esta prova não aconteceria. Seu apoio é fundamental, sempre todos de muito bom humor, com som ligado ou não, fazendo churrasco ou não, sempre, mas sempre animados e incentivando os atletas, esperando o último colocado, nem que seja próximo da meia-noite.Bom agora que tudo passou, é hora de deixarmos o corpo descansar e pensar em novos objetivos. Aqueles que por algum motivo ou outro não se saíram bem ou não completaram a prova, lembre-se que é só uma prova e as inscrições para 2010 já estão abertas.

PARABÉNS A TODOS VOCÊS QUE OUVIRAM O SOM DOS FOGOS DE ARTIFÍCIO E SE LANÇARAM NO MAR DE JURERÊ INTERNACIONAL!!Até 2010!!

2 comentários:

Marcos Apene do Amaral-AçaíTri disse...

Muito bem! Em paz com o querido ativo.com! Agora vão chover patrocínios, kkkkk!

Ciro disse...

Duvido!!!!