E se ele tivesse . . .

Imagina se esse cara tivesse toda a "parafernalha" que temos hoje em dia...

... a começar por gel de carboidratos passando por roda de carbono perfil alto, rolamento de ceramica, quadro de carbono, capacete gota, sapatilha, DI2, uniforme com material especial anti transpirante, óculos polarizado, aerobar, pneu Pro Race 4, medidor de potência, Garmim, Polar e bla, bla, bla . . .

De uma vez por todas... o vídeo prova que o que importa é o desejo de realizar algo.






valeu WOOM pela dica de vídeo

7 comentários:

Guilherme F Gardelin disse...

Ciro, esse sim era fera! E outros tantos que dependiam de suas pernas e gana de vencer. Bem que o Max que agora vive subindo serra pelos quatro cantos poderia organizar uma subida de serra "retrô", chamando vc e outras elites do ciclismo/triathlon para uma competição saudável, resgatando o bom e velho espírito esportivo. Sem quadros e rodas de carbono, sem gel, sem medidor de potencia, garmin etc. O que acha?
abs,
Guilherme Gardelin

Emerson disse...

Ciro, tu precisa ler este livro:
Tour de France, The history, the legends, the riders, do Graeme Fife.
Hoje em dia é muito "fácil" comparado com o passado. Etapas de 300-400k, largando a meia-noite, e sem nenhuma assistência, duas opções de cassete (uma para plano outro para subida), e por aí vai.

Max disse...

Ciro,

o E.M. era um autêntico "freak of nature" do ponto de vista fisiológico.

Como naquela época havia pouco diferencial de equipamentos e outros recursos "compráveis", o destaque que ele obteve foi em parte devido a uma benção genética muito especial, que o permitia ser letal como passista, escalador e sprinter.

Lógico que treinos, dedicação e paixão contaram, mas isso outros também tinham e mesmo assim, contra ele em seus áureos tempos, brigaram quase sempre pelo segundo lugar.

ciro violin disse...

Acho uma otima ideia....

Eu vo com uma dessa:

http://portoalegre.olx.com.br/caloi-10-1979-dourada-toda-original-linda-bike-iid-132096029

LODD disse...

Concordo com o Max,

O cara era uma aberração. Aposto que se colocassem ele nun túnel do tempo, ainda hoje ele daria muito trabalho com aquele mesmo equipamento.

A única "coisa" próxima que se tem notícia chama-se Miguel Induarin. Outro "freak show" que infelizmente competiu em outro período na história.

Ainda acho que esse dois são os maiores nomes da história do ciclismo!

LODD

Emiltri disse...

Melhores em uma época em que nem se pensava em dopping... udo era resolvido dentro da pista, como homens devem fazer....

Joka disse...

É AQUILO Q UM DIA VC ESCREVEU E TENHO NO MEU BLOG ATÉ HJ: Ciro lamenta apenas que não existam testes anti-doping entre os amadores. “Seria ótimo para provar quem é bom mesmo só com arroz e feijão"
Na época desse video era assim, acredito q tb tinha o tal dopping, mas não tão escancarado como hj....Abrax man !!!